Ir para o conteúdo principal

Sobre o Espaço Vital

Foto de Marco Antonio Birnfeld

"Decepcionado com o crescimento jurisdicional da estagiariocracia"

Marco Antonio Birnfeld formou-se advogado em 1971, pela PUC-RS. Foi em 1983 o primeiro juiz leigo dos Juizados Especiais de Porto Alegre, na época chamados de Juizados das Pequenas Causas. Atuar ali (graciosamente) significava "prestar relevante serviço público". Em um ano na função, alcançou o expressivo índice de 82% de conciliações.

Não aceitou ser reconduzido, por discordar da alteração dos propósitos iniciais que seriam modificados nos juizados.

Reeleito em 17 de novembro de 2015, neste ano de 2017 atinge 14 anos de exercício contínuo no cargo de conselheiro seccional da OAB-RS – cinco mandatos alcançados em eleições sucessivas. É reconhecido como “um conselheiro independente”.

Em seus assentamentos na OAB gaúcha tem vários louvores por trabalhos em favor da classe advocatícia e da entidade. Foi o signatário da ação judicial que alcançou a restauração do horário de atendimento integral aos advogados, que, nos cartórios judiciais, fora reduzido pelo TJRS. Foi agraciado com a Medalha Osvaldo Vergara.

Abandonou a Advocacia contenciosa em 2012, decepcionado com "o crescimento jurisdicional da estagiariocracia". Desde então, mescla suas residências: ora em Porto Alegre, às vezes em Itajaí (SC), e ultimamente no Rio de Janeiro. Desloca-se por causa das questões climáticas. Mas mensalmente está na capital gaúcha, para atender compromissos com a OAB-RS.

Integrou (1969/1975) a equipe da TV Difusora de Porto Alegre (atual Band) que, em fevereiro de 1972, gerou a primeira transmissão de tevê a cores no Brasil.

Nos anos seguintes, ganhou dois "Prêmios Associação Rio-grandense de Imprensa", ao produzir, em cores, o compacto de cirurgia cardíaca (que durou seis horas) em que uma criança de dois anos teve que ser congelada; e a primeira operação cesariana exibida na tevê brasileira.

É jornalista laureado do Jornal do Comércio (RS) - onde atua desde outubro de 1969 - primeiro com uma coluna sobre rádio e tevê; e a partir de 1972 como titular da edição impressa do Espaço Vital. Criou o Espaço Vital na Internet em setembro de 2000.

Quando o movimento ´OAB Mais´ venceu as eleições da OAB-RS em novembro de 2006, foi o criador do Jornal da Ordem. Titular, que era, do domínio www.jornaldaordem.com.br , Marco Antonio – alguns meses depois - transferiu graciosamente, à entidade, os respectivos registros de que era detentor.