Ir para o conteúdo principal

Edição de TERÇA-feira, 13 de novembro de 2018.

Vocação para a convergência e maturidade representativa da advocacia



Arte de Camila Adamoli sobre foto Camera Press

Imagem da Matéria

Por Ricardo Breier, advogado, presidente da OAB-RS e candidato à reeleição.

No próximo dia 30, advogadas e advogados gaúchos terão uma nova oportunidade de exercer a democracia em sua plenitude, por meio do voto direto, para o comando da OAB-RS e os órgãos correlatos. É um momento de grande importância!

Nestes quase três anos à frente da entidade, enfrentamos intrincados desafios, continuando o trabalho iniciado em 2007 com a ascensão de Claudio Lamachia, hoje na presidência nacional. O mundo e as relações humanas sofreram profundas mudanças. O Século 21 se apresenta com demandas inéditas, que exigem conhecimento, ação contínua e espírito coletivo para suplantar os desafios. Esses predicados, somados ao distanciamento da ideologia político-partidária, são indispensáveis para somar novas conquistas.

De lembrar que a OAB não é um partido político.

Há cerca de 12 anos encontramos a OAB-RS mergulhada em uma profunda crise financeira, institucional e de credibilidade. O caos exigiu um esforço hercúleo de homens e mulheres de Ordem, que transformaram a Ordem numa entidade de resultados altamente positivos.

Hoje, temos uma instituição moderna, ágil, comprometida com sua representatividade, em constante atualização e que funciona em sede própria, com instalações sintonizadas com os avanços tecnológicos. Este retrospecto permite colocar meu nome à disposição dos colegas, neste pleito, para a reeleição da OAB-RS, e seguir adiante com alto compromisso e responsabilidade.

Em nossa gestão atual foram realizadas melhorias nas 106 Subseções, além da criação da OAB Trend e do Cubo, para dar melhores condições de trabalho e apoio a jovens profissionais – além de outros progressos. Foi uma labuta diuturna, com mais de 120 mil quilômetros percorridos para assegurar as prerrogativas dos advogados, fiscalizar a atividade profissional e oferecer assistência integral aos colegas. Tivemos avanços incontestáveis em níveis estadual e federal.

A partir de 2019 viveremos uma nova realidade emanada das urnas que elegeram novos dirigentes para o Rio Grande e para o Brasil. As dificuldades do prolongamento da crise exigem capacidade de diálogo, vocação para a convergência e maturidade representativa para seguir, consolidar avanços e projetar ainda mais melhorias para advogadas e advogados.

Nossa plataforma tem, por um lado, um cabedal de conquistas e propostas cumpridas nos últimos anos, entre elas a lei estadual de isenção de custas para execução de honorários, E-proc na Justiça estadual e IPE saúde para a advocacia. De outro, ostentamos um conjunto de medidas factíveis e fundamentais para fortalecer a nossa atividade profissional.

Não podemos retroceder. Avançaremos por meio do trabalho coletivo, da crítica permanente e do diálogo participativo!


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas