Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 19 de outubro de 2018.

OAB-RS exclui três advogados de seus quadros



Cicero Lopes - http://www.cicero.art.br

Imagem da Matéria

O Conselho Seccional da OAB-RS aplicou na sexta-feira (13) a pena de exclusão a três advogados gaúchos, em decorrência de comportamentos incompatíveis com a idoneidade profissional. Foram banidos os advogados de iniciais F.S. e M.T.L. e a advogada M.P. Cabem recursos – com efeito suspensivo - ao Conselho Federal da OAB.

Uma previsão legislativa canhestra não permite a divulgação dos nomes dos inidôneos, que seguem habilitados a trabalhar, até que haja o trânsito em julgado. Essa situação escamoteia a publicidade dos atos de defesa do interesse público.

A Ordem gaúcha tem, atualmente, 83.356 inscrições ativas – incluindo o número de profissionais suspensos – com os seguintes números: 79.940 advogados, 2.056 estagiários, 1.360 inscrições suplementares.

Na advocacia profissional, a predominância é masculina: 40.507 a 39.433. Mas o destaque é feminino no pessoal que faz estágio: são 1.126 estagiárias ante 930 estagiários.

Tráfico de drogas

O caso da excluída advogada M.P. é tristemente singular e afrontoso à sociedade, aos bons costumes e à categoria profissional que foi desonrada por ela.

São três condenações criminais por envolvimento com o tráfico de drogas.

Na página da OAB-RS na Internet é possível verificar a nominata de 47 pessoas que estão proibidas, definitivamente, de exercer a advocacia. Destas não cabem mais recursos. São 16 mulheres e 31 homens.

Cidadãos interessados em conhecer o rol dos advogados expurgados – acautelando-se de uma contratação prejudicial - podem acessar o seguinte link: http://www.oabrs.org.br/advogados-excluidos.

Saneamento sem clareza

Há pelo menos 3.000 advogados gaúchos suspensos temporariamente de exercer a profissão – a maioria por débitos financeiros com a entidade: não pagamento de anuidade(s).

Outros estão no “gancho” em função de apropriações indébitas de dinheiro de clientes; em tais casos, vige a suspensão enquanto a obrigação não for adimplida. E por aí se vão outros pequenos ilícitos, ou formais irregularidades.

Em defesa da maioria da classe que é notoriamente honesta – e da sociedade também - a OAB-RS deveria ser mais clara na difusão da lista das suspensões.

Atualmente, chegar ao(s) nome(s) dos pesquisado(s) por impedimento temporário é quase uma gincana.


Comentários

Aldo Ghisolfi - Advogado 18.04.18 | 11:23:03

Bom dia! Fico esperando o nome dos excluídos, por questão de transparência.

Flavio Da Rosa - Bancário Aposentado 17.04.18 | 13:26:16
A Dra. "anônima" precisou de 3 (três) condenações para só ai ser excluida?????
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Advogada é algemada e retirada de audiência

Num vídeo exibido nas redes sociais, a profissional da advocacia aparece sentada no chão, no JEC Cível da comarca de Duque de Caxias (RJ), cercada por policiais, e com as mãos imobilizadas às costas. Ela reclama: “Sou negra, só quero trabalhar”.Veja as imagens e ouça o som.