Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
http://www.espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

Exame invasivo proibido



  Exame invasivo proibido

O INSS não pode exigir exame de ´Papanicolau´ para candidatas aprovadas em seus concursos. A decisão é do TRF da 3ª Região, em ação civil pública, oriunda de Minas Gerais, ajuizada pela Defensoria Pública da União. Conforme o julgado "embora os exames visem detectar a presença do HPV - que é a principal causa do câncer no colo do útero - o Poder Público deve promovê-la através de políticas públicas específicas, e não por meio de imposição de condição para admissão nos quadros de pessoal da Administração Pública".

O teste é um exame ginecológico de citologia cervical realizado como prevenção ao câncer do colo do útero. Seu nome traz a identidade de seu idealizador, o médico grego Geórgios Papanicolau (1883-1962).

A Organização Mundial da Saúde recomenda que exame seja realizado em todas as mulheres, com vida sexual ativa ou não, entre 24 e 69 anos; após dois exames consecutivos normais - com intervalo de um ano entre eles - o exame pode ser feito a cada três anos.

Um comando do acórdão judicial faz importante balizamento: uma possível moléstia detectada pelos exames não implicaria necessariamente na inaptidão de mulheres para o exercício dos cargos do INSS, pois não se revelariam incompatíveis com as atribuições dos cargos.

Conforme o acórdão, “a eliminação de candidato(a) , por ser portador de doença ou limitação física que não o impede de exercer as atividades inerentes ao cargo, viola o princípio da isonomia, da razoabilidade e da dignidade da pessoa humana”.

Ou seja: falta de plausibilidade - baseada em mera possibilidade de evolução de doença - na pretensão de impedir sua investidura no cargo para o qual logrou aprovação em concurso público. (Proc. nº 5003547-45.2017.4.03.0000).

 Lá foi ele...

Gilmar Mendes ainda vai demorar a responder sobre o impedimento suscitado para que ele seja afastado das ações penais contra o “rei dos ônibus”. É que o notório ministro do STF está 10.022 km distante de Brasília. Em missão oficial viajou à Romênia.

Na capital Bucareste, ele participa de uma... “Conferência sobre Tecnologia e Transparência em Eleições”. Alta relevância – é que Gilmar também é presidente do TSE.

Com ele, nada acaba enquanto dura.

 Lá foram eles...

Com o Congresso atulhado de temas polêmicos – de nenhum ou pouco consenso – o presidente da República incluiu dez deputados na sua comitiva para a viagem à China – um trajeto de 16.938 km.

Entre os convivas das férias chinesas, três destacados soldados na batalha que livrou Michel de sofrer ação penal por corrupção: o gaúcho Darcísio Perondi, o mato-grossense do sul Carlos Marun e o paulista Beto Mansur.

A agenda na China não apresenta sequer um item que seja mais urgente do que a crise fiscal e política do (des) governo brasileiro.

Mas eles preferiram viajar... É uma maneira de ficar temporariamente longe do bulício.

  As castas gaúchas

Pra uns e pra outros. A primeira parcela (R$ 350) paga pelo Estado do RS, a servidores do Executivo e a aposentados, como parte dos salários e/ou proventos de agosto, é 7,99% do que – a título de “auxílio-moradia” – é entregue (R$ 4.377) a juízes, promotores e conselheiros do Tribunal de Contas.

E esse contingente de servidores “mais nobres” embolsa tudo, pontual e integralmente. Deputados estaduais também.

As castas são grupos endógamos, rigidamente situados numa hierarquia social - no caso determinada pela ocupação comum a todos os membros.


Comentários

Solon Mota E Silva - Advogado 02.09.17 | 22:16:06
Comento o tópico "Lá foram eles": é verdade, estamos em meio a muita lama e desprezo pelo povo. E a moral está fora desses ambientes de partidos políticos em geral, com raríssimas exceções. A propósito, esclareço que o deputado Carlos Marun é gaúcho que fez carreira no Mato Grosso. Deus salve o Brasil!
Beatriz Moreira Siqueira - Aposentada E Advogada 01.09.17 | 10:55:44
 Sinto-me impotente com vistas á minha idade (75 anos), em tratamento e "alta" categoria dos inativos do Estado, peso morto para o mesmo Estado. Sou especialista em educação, inativa e recebi - referentes a agosto de 2017 = míseros R$350,00 no dia 31/08/2017. Será que os mereço? Excelente apreciação "as castas são .....numa hierarquia social elevada", algo importante para o tesouro do Estado. Aos demais, "brioches"...
Banner publicitário

Mais artigos do autor

As pedaladas do Inter foram de R$ 29 milhões, mas podem chegar a 80

• As “rádios-corredores” revelam que o levantamento ainda não conseguiu esquadrinhar os gastos com o futebol vermelho.
• Hoje pode ser o dia de Eduardo Cunha: julgamento da apelação contra a sentença de 15 anos e 4 meses.
• Realidade pobre e realidade rica nos presídios brasileiros.
• O medicamento que custa R$ 1,2 milhão por ano, para cada paciente do SUS.

Dinheiro que ia para o bunker de Geddel era contado na casa da mãe dele

• Cédulas eram apresentadas, em regra, em envelopes pardos e as somas giravam de R$ 50 mil a 100 mil.
• “Rádio-corredor” da OAB baiana não perdeu o tempo para a piada: “Casa-de-Mãe Joana”.
• Enxaguante bucal como arma em briga de importante casal.
• Campanha para melhorar a imagem de Temer nos meios femininos.

Contas do Brasil têm gastos com larvas, aves marinhas e condimentos picantes

• O País tem dívidas vencidas no exterior de mais de R$ 1 bilhão.  Os credores são organismos globais – a ONU é a principal, com mais de 20% do total.
• “Feirão do Joesley” vende um apartamento de R$ 45 milhões em New York.
• Bunker de Geddel tinha cédulas de numeração recente.
• Uma ação do “sobrinho vagabundo” contra a tia que não foi convidada para o casamento.

O “João” que virou “Joana” e os novos conceitos sexuais e de gênero

• O caso do “homem grávido” do EUA é invocado em julgado gaúcho, ao deferir o pedido de cidadã (ão) porto-alegrense.
• Ex-presidente do Inter notifica conselheiros do clube contra “o agir temerário em afronta a direitos elementares”.
• Menos vereadores em município paulista: uma ideia para estimular a diminuição de políticos, Brasil afora.

O chumbo grosso que vai ganhando trânsito livre

• Populações que seriam atingidas pelas obras da Votorantim e da multinacional Iamgold obtêm apoio do comediante Guri de Uruguaiana. Em alerta, ele se declara “a favor do Pampa limpo, sem a mineração de metais pesados”.
• Pesquisa traça o perfil do “candidato ideal” (?) para suceder Temer.
• Empresa líder do mercado de comércio eletrônico na França perde ação no JEC Cível de Porto Alegre.
• Sérgio Moro vai palestrar na Petrobras.

Super Natal antecipado para os magistrados de... Natal (RN)

• Liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio, do STF, garante para cada um dos 218 integrantes da Justiça estadual potiguar, pelo menos R$ 194 mil. São “auxílios-moradia” retroativos a 2012.
• Só 9,2% dos brasileiros se sentem representados pelo atual governo.
• 2017: o ano da (in) segurança no RS.
• A máscara para o ´halloween´ comprada por Temer