Ir para o conteúdo principal

Edição de Sexta-feira, 20 de abril de 2018.

É dando que se recebe...



Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Causo real. O advogado papão, com muito jeito e cautela, tenta se aproximar da juíza linda – ambos solteiros. Na segunda-feira, numa audiência, há troca de olhares. Na quinta, ele é atendido para “conversar sobre um processo”.

Ela, é claro, se faz de difícil (ou era mesmo).

O galã insiste:

- Quero dar-lhe um presentinho, sem qualquer intenção de retorno ou favorecimento.

E tira da sacola um lindo vaso com rara flor.

Ela faz um denguinho ambíguo de mulher:

- Ora, doutor, quem não dá e quem não aceita?

O advogado, na sofreguidão, entende errado e vai para cima:

- Então, vamos? Tem um motelzinho bom e discreto ali...

Segue-se um tapa na cara e... voz de prisão. Esta, alguns minutos depois, é relaxada por intervenção dos “deixa-disso”, convocados às pressas por celulares.

A fonte do Espaço Vital é segura, mas não quer seu nome na divulgação, por sua proeminência como operador jurídico.

Ademais, os circunstantes posteriores e interventores envolvidos são gente do primeiro time.

 


Comentários

Rogério Teixeira Brodbeck - Advogado 25.07.17 | 15:37:28

Como sempre, mulheres se fazendo de difíceis e cheias de ambiguidades. Mas o coleguinha advogado atropelou na reta final... Ah, e operador é de empilhadeira...

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Quando a vida vira Coca-Cola

 

Quando a vida vira Coca-Cola

O departamento de aposentados da grande e atuante associação de juízes realiza um encontro de colegas jubiladas. Por sugestão de desembargadora oriunda do Ministério Público, convidam-se também promotoras e procuradoras de justiça.

Charge de Gerson Kauer

Amor à prova de balas

 

Amor à prova de balas

O homem é denunciado por tentativa de homicídio contra a própria companheira. Um tiro de raspão na cabeça; o outro num dos olhos dela. A vítima fica com apenas 50% da visão. Mais tarde, após a condenação dele, a reconciliação do casal. Adivinhem como era o nome dele?

 

Charge de Gerson Kauer

O sapo advogado

 

O sapo advogado

Pipocam, na Ordem, reclamações sobre a propaganda das performances e badalações de determinado profissional da advocacia. Então, o locutor da “rádio-corredor” evoca uma fábula de Ésopo: “O Doutor Frog foi estufando pescoço, bochechas, barriga, peito etc., mas terminou explodindo”.

Chargista Kauer

O perpétuo silêncio

 

O perpétuo silêncio

São quatro pesadas ações litigiosas entre marido e mulher. O juiz preocupa-se com as repercussões na sociedade da média cidade. Afinal, celebra-se o acordo. Mas na comarca, agora só se fala sobre ´swingueiros´ detalhes de várias alcovas com dois, três, seis – ou mais – personagens.

Charge de Gerson Kauer

O caixão das gavetas secretas

 

O caixão das gavetas secretas

Um provecto cidadão, em cidade gaúcha, está no leito da morte. Ele então pede a um dos filhos que atenda seu último desejo: colocar no seu esquife cinco mil dólares, que ficara devendo a um irmão com quem se desaviera, antes do falecimento deste. A história é contada pelo advogado Maurício Antonacci Krieger.