Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 21 de setembro de 2018.

TRF-4 aceita denúncia contra prefeito de Antônio Prado (RS)



A 4ª Seção do TRF da 4ª Região aceitou denúncia contra o prefeito do Município de Antônio Prado (RS), Marcos Scopel (PMDB), a empresa MTS Mineração e seu proprietário, Fernando Ferrazza.
 
Eles são acusados pelo Ministério Público Federal de crimes ambiental e contra o patrimônio público. A decisão foi publicada ontem (24/7) no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região.

Conforme a denúncia, de 2006 a 2008, na localidade de Capela Santa Líbera, Linha 10 de Julho, em Antônio Prado, os réus teriam extraído basalto de propriedade alugada sem licenciamento do órgão ambiental (Fepam).

O prefeito alegou que "todo mineral retirado era utilizado em obras públicas". Isto - segundo o desembargador relator do caso no tribunal, Victor Luiz dos Santos Laus - "não ficou comprovado".

Para Laus, a argumentação dos réus de que as provas do MPF não são suficientes para embasar a denúncia não pode ser considerada. “Na fase inicial do processo é desnecessária a certeza acerca da autoria delitiva e do dolo dos agentes, pois essas questões serão solucionadas no decorrer do processo”, afirmou.
 
Antônio Prado foi a última colônia italiana criada pela governo imperial, no Brasil. Em 1886, os primeiros italianos se instalam na região, dedicando-se à pequena agricultura. Atualmente, é considerada "a cidade mais italiana do Brasil". Seu nome é uma homenagem ao conselheiro Antônio da Silva Prado, idealizador da imigração italiana no Brasil. (IP nº 0003911-22.2010.404.0000 - com informações do TRF-4 e da redação do Espaço Vital).

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Conselho de Direitos Humanos pede que FEPAM negue licença para projeto da Votorantim no RS

 

Conselho de Direitos Humanos pede que FEPAM negue licença para projeto da Votorantim no RS

Projeto em parceria com a multinacional Iamgold afetaria Caçapava do Sul e municípios vizinhos. Advogados
da região temem que grande extensão possa sofrer degradação semelhante à de Minas Gerais. E especulam que -  além do interesse de políticos - o solo da região guarda ouro e não apenas chumbo, cobre e zinco, que são formalmente os três minérios declarados.

Cães pitbull em fúria !

Eles invadiram terreno vizinho e mataram gansos, perus, patos, angolistas, galinhas, um casal de pavão e três casais de faisões.