Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 16 de novembro de 2018.
http://www.espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

Fraudes para ressuscitar prazos processuais perdidos



Arte de Camila Adamoli

Imagem da Matéria

 Advocacia desonesta

Lembram do caso da advogada e de seu marido (administrador) que, em primeiro grau, receberam pena de 15 anos de prisão, por estelionato judicial contra dois bancos e o Poder Judiciário do RS? (Clique aqui para recordar).

Pois um banco lesado, o Ministério Público e agentes do TJRS investigam outro caso de fraudes processuais, lideradas também por... uma advogada. Funcionava assim:

a) Por desídia – ou outro fenômeno – o escritório dela eventualmente perdia prazos contestacionais e/ou recursais.

b) Quando era decretada a revelia, ou certificado o trânsito em julgado, surgiam cópias de petições acompanhadas de reproduções de comprovantes de (supostas) entregas das peças processuais, aparentemente dentro do prazo, pretensamente cumprido em alguma agência dos Correios, pelo sistema de protocolo integrado.

c) Tais pretensas petições originais jamais tinham existido, mas a artimanha da falsificação conseguiu, algumas vezes, fabricar protocolos postais, que resultaram em fraudadas reabertura de prazos.

d) Como casos semelhantes envolviam sempre o mesmo escritório, o “fenômeno” acabou descoberto.

O embrulho ainda não está judicializado. A advogada, infelizmente para a sociedade, continua em situação profissional “normal”.

 

 Nunca antes, na história deste país...

Desde 24 de janeiro, quando teve sua condenação de 12 anos e um mês confirmada pelo TRF-4, o ex-presidente Lula comandou e foi personagem de uma odisseia recursal.

Em 230 dias, foram 17 diferentes recursos encaminhados a quatro tribunais: o próprio TRF-4, o STJ, o TSE e, é claro, o STF.

Em média, um recurso a cada 13 dias. Muito bom para advogados bem pagos. E um assunto para o Livro Guinness dos Recordes.

 Vale a pena ler de novo

Já se escreveu aqui, em junho, comparativamente, que nos Estados Unidos nenhum advogado trabalha para criminoso que não consiga explicar a origem lícita do dinheiro com o qual vai pagar os honorários.

No país de Washington, New York e Los Angeles, a legislação e a jurisprudência chamam de “attorney crimes” os casos de profissionais da advocacia que aceitam receber o pagamento com recursos obtidos de forma ilícita.

Lá, o doutor torna-se cúmplice e passa a ser tratado como integrante da quadrilha.

 

 Sorvete hiper congelado

Que pena! Os gaúchos que vão muito a Buenos Aires, além de gradativamente assistirem à desintegração da grande capital argentina, outrora com ares londrinos, passam a ter um item mais escasso na rotina de passeios pelas calles porteñas.

É que, hiper congelada (que ironia!) pela crise argentina, a incomparável sorveteria Freddo está fechando sua grande fábrica e começará a terceirizar a produção junto a outras unidades fabris.

Também vai “rever seu modelo de negócios” – como ela própria anunciou no jornal La Nación.

Com a primeira loja aberta em 1969 no então rico bairro da Ricoleta, a Freddo tem 152 filiais, das quais 110 na Argentina. As demais estão no Brasil (28), Bolívia, Chile, Reino Unido e EUA. As lojas próprias passarão por uma provável conversão em franquias.


Comentários

Ilson Alves De Almeida - Advogado 14.09.18 | 23:43:40

Nossa, demorar dois anos e meio para despachar no processo de execução de alimentos, inimaginável !

Banner publicitário

Mais artigos do autor

A última de Brasília: Temer embaixador na Transilvânia

   A figura do vampiro é bastante presente no imaginário popular e no cinema. O “morto-vivo” está fartamente inserido na cultura política.

  Trocando seis por meia dúzia: depois do “auxílio-moradia”, a gestação do “acréscimo por tempo de serviço”.

  Dicionários on line incorporam a expressão “penduricalho”: equivale a balangandan.

   A diferença entre o salário mínimo e o rendimento médio do trabalhador brasileiro está cada vez MENOR. Mas o aumento para a magistratura está a caminho.

Facebook e Twitter respondem ao TSE que Bolsonaro nada pagou para o incremento da campanha nas vias virtuais

  Leia a síntese das respostas que as duas empresas enviaram ontem (12) ao TSE.

  Saindo da pilha do TJRS: afinal ainda este mês, ou em dezembro, o julgamento da ação penal sobre o múltiplo atropelamento de ciclistas.

  “Erro de cadastramento” tinha chancelado a tramitação da apelação com segredo de justiça.

  A explicação sobre os “excelentíssimos cheques” para 23 magistrados e 16 pensionistas do STM.

“As membras e membros celebram o papel que o MPF...”

 A Associação Nacional dos Procuradores da República manifesta por escrito a defesa da igualdade de gênero, com rechaço às intolerâncias.

 E a lei encomendada por Dilma que queria ser chamada de “a presidenta” ainda está em vigor.

• 36.383 novas vagas em cursos de Direito, só este ano.

• Ministério de Bolsonaro já tem a sua musa. É a “Musa do Veneno”.

Os tentáculos da poderosa confederação e seus efeitos em Porto Alegre

 Tal como em 2002, a eliminação do Grêmio numa pantomima de cartas marcadas.

 O trabalho de quatro advogados gaúchos e um uruguaio na legítima tentativa de reverter a interferência externa.

 A visão vermelha do presidente da FGF e sua aversão ao azul.

 As muitas contratações erradas do Grêmio e a estranha insistência com Bressan, Marcelo Oliveira e Douglas.

Oito dias épicos em Curitiba: Lula, os dois Odebrecht, Leo Pinheiro, Bumlai e o advogado Roberto Teixeira frente à frente com Sérgio Moro.

 Série de audiências da ação penal do caso do sítio de Atibaia será de 5 a 14 de novembro.

 Depois a sentença do caso começa a ser preparada – sem sabor de pizza.

 Saiba porque será difícil que Bolsonaro consiga extraditar Cesare Battisti.

  A última viagem presidencial de Michel Temer será a ... Marrocos!

  Duas mulheres na chapa de Ricardo Breier às eleições da OAB-RS.