Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 25 de maio de 2018.

Potins desta sexta-feira



Chargista Duke

Imagem da Matéria

 Só pra comparar

Como se diz na gíria, alguns advogados – contratados por astutos empresários e espertos políticos - “lavaram a égua” em 2017 e estão mais ricos. Segundo o arrecadado pela Receita Federal, os serviços de advocacia pagaram, nos dez primeiros meses deste ano, R$ 3,9 bilhões de Imposto de Renda.

Simultaneamente, o setor de extração de minério de ferro contribuiu com... R$ 3,9 bilhões. E lembrem que, nesse campo, o Brasil é uma potência mundial.

Na “rádio-corredor” da OAB-RS um advogado – que faturou pouco este ano – comparava ontem que “um habeas corpus vale mais que todas as outras coisas”.

• A frase do ano

Muito a propósito, genial tirada do jornalista sergipano Ancelmo Gois, nesta quinta (21) em sua coluna em O Globo.

Textualmente: “Em tempos de retrospectiva – e num país com tanta impunidade – a frase do ano de 2017 tem duas palavras, onze letras e autor notório. É campeã”.

Objetivamente: GILMAR SOLTA.

 GPS judiciário

Para lembrar, GPS é a sigla de Global Positioning System, que em português significa “Sistema de Posicionamento Global”, e consiste numa tecnologia de localização por satélite.

Pois o CNJ promete, para 2018, um GPS judiciário: diz que vai acompanhar as idas e as (demoradas) voltas de magistrados brasileiros que se afastam de suas áreas de jurisdição por diferentes e exóticas razões.

Do apreciado Sérgio Moro ao mais desconhecido (mas cacifado) juiz, todos saem sem prejuízo de suas remunerações; alguns ganham até benefícios extras no exterior. O curso de Teologia – muito utilizado para reduzir penas de presos da Lava-Jato, aparece entre as opções para licenças remuneradas. No Ministério Público e na Advocacia-Geral da União a situação é semelhante.

Papai Governo paga tudo.

 Mais enteados

A Fundação Getúlio Vargas revelou, esta semana, recente tabulação sobre a composição atual dos domicílios no Brasil: a) 12,72% são filhos de uma só pessoa do casal; b) 22,2% são filhos de ambos.

A grande mudança sociológica é que em 2012 os filhos do casal eram 24,9%; e os enteados, 12,29%.

 O pânico de Silvio

Fica para 2018 o julgamento no STJ dos recursos especiais de ação indenizatória, contra a Rádio e Tv Bandeirantes, em que Silvio Santos pede indenização pela imitação jocosa que faziam dele no programa “Pânico na Tv”. Alegadamente, a sátira teria sido “de tom jocoso e ofensivo, com trucagem de voz”.

A Justiça paulista deferiu R$ 200 mil. As duas partes recorreram.

A tartaruga forense já tem quatro anos de vagarosa caminhada; desta, 13 meses no STJ. (REsp nº 1678441).

 Ressaca da Odebrecht

Marcelo Odebrecht – após temporada de dois anos e meio na prisão – está tomando contato epidérmico com uma situação muito diferente do grupo e constatando que quem comprou um ´bond´ da empresa de US$ 100 mil em 2010, agora, sete anos depois, tem apenas US$ 31 mil.

O quadro traz a seguinte ressaca financeira:
1) Afetação do fluxo de caixa;
2) Queda de capacidade de novos investimentos;
3) Proibição de a empresa participar de licitações no México e no Peru.

A propósito, a Odebrecht tocava obras de US$ 28 bilhões em 2015, quando Marcelo foi preso. Mas no final do primeiro semestre de 2017, estava com US$ 15 bi em contratos. A dívida líquida que era menos de uma vez a geração operacional de caixa, pulou para 5,8 vezes.

E a notoriedade pelas suas ligações com os corredores da corrupção fechou portas e abriu dificuldades para novos negócios com entes públicos.

 Direito de pergunta

Depois de, com uma penada individual, Gilmar Mendes haver proibido a condução coercitiva, quantos meses o Supremo levará para derrubar ou confirmar a decisão?
Constatação: pelo menos até meados de fevereiro a voz (enfraquecida) da Corte será confundida com a opinião de pelo menos três de seus ministros.

 Querido Papai Noel

“Se Papai Noel existe mesmo, bem que ele poderia convencer liminarmente Gilmar Mendes a se aposentar ainda em 2017”.

(Das redes sociais, pouco depois de o ministro do STF, na terça-feira (19) ter tomado várias decisões que enfraquecem a Lava Jato).


Comentários

Rafael Wiezzer - Autonomo 23.12.17 | 08:09:26

Não seria o caso de se requerer seja declarada a INSANIDADE MENTAL desse magistrado? 

Joao Jeronimo Rego Das Neves - Advogado 22.12.17 | 12:22:31

Sobre a morosidade do Judiciário, tenho, entre outras, a seguinte experiência: alguns juízes que alegam acúmulo de processos que os impedem de julgar processos contra entidades financeiras, retardando inúmeros anos esses julgamentos, são os mesmos juízes que julgam MENSALMENTE vários processos de Busca e Apreensão - de interesse dessas mesmas entidades financeiras.

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

 Maior jornal da Inglaterra diz que “Sérgio Moro é “o homem que encerrou cinco séculos de impunidade no Brasil”.

 Governo acaba de criar mais um elefante branco: o SUSP, irmão do SUS.

•  STF vota na quinta-feira (24) proposta de nova súmula vinculante.

 Quando a “utilidade política” prevalece sobre a utilidade pública...

 Embaixadas para Temer, Moreira e Padilha – se Alkmin for Presidente da República. Mas ele nega.

• População com 60 de idade, ou mais, estará superando os moços de 16 a 24 anos, nas eleições de outubro.

 Impasse no TST para tentar orientar decisões uniformes em ações trabalhistas.

 Prorrogação do benefício de salário-maternidade, em decorrência de parto prematuro.

Novo slogan de Temer vira piada nas redes sociais

• A importância da vírgula: o presidente diz que “o Brasil voltou, 20 anos em dois”.

• Mas há quem ironize: “o Brasil voltou 20 anos em dois”.

 Uma busca e apreensão – por engano – na casa do secretário adjunto do CF-OAB.

 A prescrição que agrada banqueiros.

 Gilmar Mendes prevê uma avalanche processual nos foros e tribunais, Brasil afora.

 Quanto é dois mais dois?

• Uma análise de Joaquim Barbosa sobre o sistema político brasileiro.

Potins desta sexta-feira

• Presença estranha deixa magistradas assustadas em importante reunião na Universidade de Harvard.

•  Governo brasileiro exclui entidades da lista de convidados para a reunião anual da Organização Internacional do Trabalho.

•  Temer torce pela vitória de Henrique Meirelles: quer ser ministro da Justiça a partir de 2 de janeiro.

•  Empresas envolvidas em desastres ambientais só pagaram 3,4% das multas ambientais, que totalizam R$ 785 milhões.

•  Quem são os políticos, empresários e magistrados alfinetados nos voos comerciais brasileiros.

• O largo par de headphones que faz Luiz Fux não ser incomodado quando voa de Brasília ao Rio, e vice-versa.

Potins desta terça-feira

• Nova súmula do STJ publicada: prazo para seguro de vida cobrir suicídio

 Decisão da 2ª Seção do tribunal também cancelou a Súmula nº 61

 O aumento do tesão financeiro dos donos de motéis.

 Filha de Eduardo Cunha concorrerá a deputada federal como herdeira política do pai.

 A queda da arrecadação das maiores centrais sindicais do país.

 Impasse entre herdeiros da travesti Rogéria, falecida em 2017.

Potins desta terça-feira

 Advogado revela novo ponto de domínio dos flanelinhas em Porto Alegre.

• Eleições para a OAB-RS serão na última semana de novembro, no Gigantinho.

 Novas banheiras de hidromassagem para deputados federais.

 Fale com “Mister Bud”: ele anuncia os benefícios e malefícios da maconha.

• Mais da metade dos 640 mil orelhões espalhados pelo Brasil não são utilizados um minuto sequer.

• Qual o ministro preferido de Temer? Dou-lhe um, dou-lhe dois, dou-lhe três...

 Cinco procedimentos no CNJ contra desembargadora que ofendeu a falecida vereadora Marielle e pessoas com síndrome de Down.

Potins desta terça-feira

• FAB confirma ocorrência de diálogos ofensivos a Lula, durante voo de Congonhas a Curitiba.

• Advogado do ex-presidente pede apuração do “atentado”.

• Jorge Luis Dall´Agnol será o próximo presidente do TRE-RS.

• O enterro legislativo da Medida Provisória nº 808.

• Interessante decisão do TST em ação envolvendo demissão durante a vigência de contrato temporário.