Ir para o conteúdo principal

Edição sexta-feira , 17 de agosto de 2018.

A Operação Marcelo Odebrecht



Chargista Duke

Imagem da Matéria

O calendário está definido: Marcelo Odebrecht começa a cumprir sua prisão domiciliar da terça-feira 19 de dezembro – e a Polícia Federal já começou a montar a estratégia para a saída dele da prisão em Curitiba, até o local (até agora sob sigilo) em que ele passará a morar.

O percurso será feito em jatinho (até São Paulo, ou Rio, ou Salvador) porque seria impossível garantir a segurança do “empresário” num voo comercial. O custo do transporte será pago pelo delator.

Baiano de Salvador, 49 de idade, Marcelo Bahia Odebrecht tem o (coincidente) sobrenome Bahia em seu registro civil por uma decorrência legal: a mãe chama-se Regina Bahia Odebrecht.

Em 8 de março de 2016, Marcelo Odebrecht foi condenado (por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa) a 19 anos e quatro meses de prisão.

Em 1º de dezembro de 2016, ele fechou acordo de delação premiada junto com seu pai Emílio Odebrecht, e se comprometeu a pagar, com recursos próprios ou por meio da Construtora Odebrecht 8,6 bilhões de reais a título de indenização.

Nada impossível para quem tem uma fortuna afirmada de 14 bilhões de reais.


Comentários

Virginia Barbagli - Advogada 05.12.17 | 12:30:45

É um acinte, um nojo que lesas pátria curtam em suas mansões a condenação (curta) que tiveram. Por causa de gente assim, o povo brasileiro está no estado de miserabilidade, fome, ignorância e violência em que se encontra. Sem escolas, hospitais, empregos, etc. E os bonitos vão de jatinho para as mansões viverem nababescamente a tal de "condenação". Como pode isso?! Pelo jeito que a coisa vai, com o Presidente comprando o Congresso, as coisas não irão melhorar. Vem Lula, Bolsonaro...socorrooooo!

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Confirmada condenação de ex-prefeito de Gramado por improbidade

Pedro Henrique Bertolucci (PP) e a empresa Padan Empreendimentos ressarcirão R$ 121 mil e pagarão multa civil de R$ 60 mil. Ambos ficaram proibidos de contratar com o Poder Público, ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, durante 10 anos.

Três malas com 246 iPhones

Receita Federal flagra, em Guarulhos (SP) passageiro que chegava de viagem dos Estados Unidos.