Ir para o conteúdo principal

Terça - feira, 22 Agosto de 2017

Juiz lança sua obra “Dano Moral Imoral”



Imagem da Matéria

Luiz Felipe

O juiz Luiz Felipe Siegert Schuch, do TJ-SC, mestre em Ciência Jurídica e pós-graduado pela Escola Superior da Magistratura Catarinense, lança nos próximos dias seu mais recente livro, intitulado “Dano Moral Imoral – O abuso à luz da doutrina e jurisprudência”.

O magistrado, atualmente titular da Vara de Execuções contra a Fazenda Pública da comarca de Florianópolis, realizou levantamento jurisprudencial para detectar - como ele diz - "inúmeras tentativas de abuso nessa modalidade de ação, em matérias carentes de substrato ético e, portanto, imorais".
 
A obra traz prefácio do ministro Sidnei Beneti, do STJ, que classifica o trabalho como um “importante auxílio a todo profissional do Direito no deslinde das delicadas questões relativas ao dano moral”.

Conforme Benetti, "o livro ampara-se na melhor doutrina, com fundamento na qual lança as bases para a adequada compreensão da exaustiva série de julgados com que comprova a afirmação do título”.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Chargista Jarbas

Rock´n roll jurídico

 

Rock´n roll jurídico

A 3ª Turma do STJ julga esta semana um recurso da cantora Rita Lee contra decisão do TJ de Sergipe que a condenou a indenizar um PM ofendido durante um show em Aracaju, em 28 de janeiro de 2012. São dezenas de ações semelhantes.

Indenização milionária para desembargadores

Seis magistrados cariocas foram autores de ação contra o Google por manter “informações falsas e xingamentos”. Condenação ampliada pelo TJ-RJ supera os R$ 26 milhões (cálculo extraoficial).

Indenização para aluno submetido a revista constrangedora na escola

Após o desaparecimento de R$ 900 da mochila de uma aluna, 200 alunos do sexo masculino, foram submetidos a revista pessoal por PMs. Os estudantes foram obrigados a erguer as camisetas à altura do pescoço e abaixar as calças e bermudas, inclusive as cuecas, até a altura dos joelhos.