Ir para o conteúdo principal

Quarta-feira , 03 de Fevereiro de 2016

STJ dá critérios para apuração de haveres em retirada de sócio



A 4ª Turma do STJ, por maioria, ao julgar o REsp 958.116-PR, entendeu que a repercussão econômica do renome de um dos sócios não integra o cálculo na apuração de haveres em dissolução parcial de sociedade simples composta por profissionais liberais.

Para os ministros, o renome é atributo personalíssimo, intransferível, fora do comércio e não indenizável a título de fundo de comércio. O renomado, ao deixar a sociedade, leva consigo todos os benefícios dessa circunstância.

Decidiram os julgadores, ainda, que a apuração de haveres em sociedades simples de profissionais liberais deve seguir o art. 1.031 do CC, como se a sociedade fosse extinta, e o valor apurado deve ser dividido entre os sócios. Já quando se tratar de alienação de sociedade empresária, procede-se mediante apuração dos bens atuais mais a previsão de lucros.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

O retorno da rotina do Espaço Vital no dia 12

 

O retorno da rotina do Espaço Vital no dia 12

Corre na rádio-corredor da OAB, em Brasília, um alerta feito a advogados que gostam de viajar: devem acautelar-se para que suas moradias não sejam invadidas por empreiteiros da construção civil...

Surpresa no mercado das bolas

Revista portuguesa revela ligações íntimas entre o craque Cristiano Ronaldo e o marroquino Badr Hari, praticante de artes marciais. Festa em Agadir, no Marrocos, teria custado 1,5 milhão de euros.

Lembrem-se deles!

Anúncio publicado em vários jornais brasileiros lembra quem são os 21 deputados federais que estão a favor da volta da CPMF. Entre eles, os gaúchos Paulo Pimenta (PT) e Pompeu de Mattos (PDT-RS). Dilma sustenta que “a nova CPMF não será para gastar, mas, sim, para crescer”...

Vinho na cara!

 

Vinho na cara!

Um acontecimento insólito em jantar de confraternização (?) entre políticos de Brasília: surpreendida com uma brincadeira (?) que não a agradou, a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, lança no rosto do senador José Terra o conteúdo bordô de uma taça do (caríssimo) vinho italiano Barolo.