Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 25 Julho de 2017

Aplauso com uma mão só



Arguta observação ambiental do colunista Ancelmo Gois, de O Globo, sobre o movimento contra o projeto do Código Florestal aprovado no Congresso, mas vetado parcialmente por Dilma. O jornalista relata que Camila Pitanga - que quebrou o protocolo ao dirigir à presidenta o apelo "Veta, Dilma" - não se contentou com a decisão do veto de apenas alguns pontos: “O que estava péssimo ficou apenas ruim" - diz a artista. Para Camila, a situação é nebulosa: "Melhoraram o que já estava péssimo, mas o resultado continuou ruim. Veto parcial é como aplauso com uma mão só".

Em tempo: Camila, poucos sabem, integra o conselho consultivo da ONG ambientalista WWF.

O Espaço Vital complementa: o presidente emérito da WWF é o ambientalista Paulo Nogueira Neto; o presidente é Alvaro Antonio Cardoso de Souza, presidente da Gol. Entre os 19 líderes da entidade estão dois gaúchos: o empresário José Pedro Sirotsky (vice-presidente de marketing e arrecadação) e a publicitária Lalá Aranha (conselheira).

O WWF-Brasil trabalha para reduzir o impacto da ação do homem na natureza com objetivo de harmonizar a atividade humana e a conservação da biodiversidade, promovendo o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Condenação solidária da Oi e de advogado gaúcho

É a primeira sentença, proferida em Porto Alegre, condenando a sucessora da Brasil Telecom por acordo prejudicial firmado em ação que discutia a dobra acionária. Demandante recebeu apenas 3% do seu crédito.

Os gastos dos deputados federais gaúchos com refeições

O valor reembolsado é 62% superior à média. O jeitinho para faturar um pouco mais, além do salário mensal  de R$ 33.763,00. Entre as guloseimas ingeridas, uma entrada de R$ 42 e um prato principal de R$ 192 num restaurante português em Porto Alegre.

Ferran

O Brasil das mamatas

 

O Brasil das mamatas

Em périplo internacional para, alegadamente, contestar o impeachment, Dilma Rousseff gastou, do erário, no primeiro semestre de 2017, em passagens e diárias – para a sua equipe – três vezes mais do que todos os ex-presidentes juntos. Foram R$ 522.697. É conveniente saber que um decreto de 2008 autoriza isso!

Milhões de reais disponíveis

Agilizem-se, antes que a União raspe o dinheiro! Justiça Federal do RS convoca credores, e seus advogados, que deixaram de requerer o levantamento de verbas depositadas. São R$ 87,4 milhões relativos a RPVs e precatórios.