Ir para o conteúdo principal

Terça -feira ,06 de Dezembro de 2016.

Audiência trabalhista de Ronaldinho só em 8 de novembro



A audiência entre Flamengo e Ronaldinho foi marcada para o dia 8 de novembro, às 9h45, na 9ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. O atleta terá que comparecer pessoalmente, acompanhado por um advogado. Já o Flamengo terá que escolher um dirigente, ou preposto, para acompanhar seu advogado.
 
O meia-atacante move uma ação cobrando R$ 40 milhões em direitos trabalhistas e contratuais não pagos. Para o Flamengo, a dívida não passa de R$ 5 milhões. Caso não seja feito um acordo, o juiz fixará os limites acerca da controvérsia e designará audiência de instrução para outra data.

Anteontem (6) o Flamengo entrou com pedido de revisão da liminar concedida na semana passada, que permitiu que ao jogador deixar o Flamengo e assinar com o Atlético-MG.

O juiz que deferiu a liminar, André Luiz Amorim Franco, estava substituindo o titular da 9ª vara, Alexandre Couce de Menezes, que retornou de férias nesta quarta.

Talvez hoje (8) Menezes decida se cassa ou mantém a liminar assinada por seu colega. Caso seja cassada, Ronaldinho não poderá jogar pelo Atlético até nova decisão.

Apresentado na segunda-feira como reforço do clube mineiro, Ronaldinho enfrentaria o Bahia, anteontem (6) em Belo Horizonte, pela terceira rodada do Brasileiro.

Contudo, o departamento jurídico da Federação de Futebol do Rio de Janeiro não liberou o contrato do jogador. A entidade alegou que não foi intimada formalmente da decisão do juiz substituto da 9ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Os riscos de prometer emprego via WhatsApp

Trabalhadora teve oferta de emprego e deixou a empresa onde atuava, mas afinal a nova contratação foi frustrada. Ela receberá reparação por dano moral e indenização por danos materiais.

Fim de semana de três dias?

Uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho, sobre cálculo de horas extras dos bancários, trouxe à tona um sonho de muitos trabalhadores: três dias de descanso sequenciado. A ´rádio-corredor´ da OAB-RS lembra que já há magistrados ´s-t-q-q´, que trabalham de segunda a quinta.

Frustração do direito trabalhista mediante fraude

TRT gaúcho mantem o reconhecimento de vínculo de emprego entre um trabalhador e a Br Tronic Eletrônica, empresa que presta serviços à Thyssenkrupp Elevadores. Esta emprega 21 mil pessoas no Brasil.

Oito horas de trabalho continuamente em pé

Correios indenizarão operador de triagem por condições precárias de trabalho e terão que fornecer mobiliário adequado para o exercício da função.