Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira ,30 de Setembro de 2016.


Só com a roupa do corpo no frio em New York



Imagem da Matéria




Viajando em lua de mel, de Porto Alegre a New York, em 2010, um casal gaúcho teve uma surpresa no desembarque no Aeroporto JFK: as duas malas não chegaram.
 
Esse foi o desencanto inicial passado pelo gerente comercial Giovani Sued Perazzo (33) e pela representante comercial Marcia Elisa Grison Perazzo (32), ao chegarem numa manhã ainda hibernal, em 8 de março, há dois anos.
 
"Enfrentamos o imprevisto com as roupas que tínhamos. Como estávamos saindo do verão gaúcho para o inverno nova-iorquino, levamos um casaco quentinho para a chegada no aeroporto. Como a viagem era de lua-de-mel, nossa idéia não de fazer grandes compras; assim, para enfrentar o imprevisto, compramos apenas roupas intimas, uma vez que a Tam alegou que nossas malas chegariam no próximo voo e assim se passaram três dias" - relata Marcia, ao Espaço Vital.
 
Depois de seis dias - superado o imprevisto - o casal seguiu a viagem romântica e de lazer para Nassau, nas Bahamas.
 
Como Tam e Anac "não deram pelotas aos passageiros" - como se diz no jargão aeroportuário - Giovani e Marcia ingressaram em Juízo. Na 10ª Vara Cível de Porto Alegre o juiz Alexandre Schwartz Manica  deferiu reparação moral de R$ 10.900 a cada um dos dos consumidores maltratados. A Tam recorreu, sustentando "a inocorrência de danos morais".
 
Os desembargadores Umberto Guaspari Sudbrack, José Aquino Flôres de Camargo e Mário Crespo Brum, da 12ª Câmara Cível do TJRS, confirmaram a sentença e rebateram a irresignação da Tam, quanto ao montante, com um argumento humano:  "a falta dos pertences dos autores em viagem internacional de lua de mel, por três dias, além do fato de a viagem ter ocorrido no inverno, para New York, onde faz frio intenso no inverno, justifica a quantia indenizatória" - afirma o voro do desembargador Sudbrack.
 
A advogada Janaine Liliane Immich Locatelli atua em nome dos autores. (Proc. nº  70047653761).

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Mantidas as operações do Uber em Porto Alegre

Julgado do TJRS reconhece que se trata de “uma nova modalidade de transporte individual que pode coexistir com outros meios individuais, contribuindo para ampliação das possibilidades de mobilidade urbana”. A empresa dos EUA - que tem a Microsoft e o Google como investidores - começa a sofrer ações trabalhistas em Belo Horizonte (MG).

Crítica do TRT-4 a juiz: procedimento "arbitrário e ilegal, abdicando do respeito à lógica formal"

Um registro feito na página de notícias do saite oficial do TRT-4 (RS) há quase quatro anos (exatamente em 10.10.2012) - e reproduzido no mesmo dia pelo Espaço Vital - resume uma crítica a um próprio magistrado trabalhista gaúcho: "há flagrante abuso do poder regulamentar e manifesta ilegalidade, quando o juiz do Trabalho, com base em portaria por ele editada no âmbito da vara, restringe direito de advogado regularmente habilitado de ter seu nome em alvará judicial para o recebimento de valores oriundos de acordo homologado".

Feriado estadual no Rio Grande do Sul

A terça-feira (20) é feriado no Rio Grande do Sul. Evoca a Guerra dos Farrapos, ou Revolução Farroupilha foi como ficou conhecido o movimento de caráter republicano, contra o governo imperial do Brasil, na então província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Resultou na declaração de independência da província como estado republicano, dando origem à República Rio-Grandense. Estendeu-se de 20 de setembro de 1835 a 1º de março de 1845.
Assim, nesta terça-feira, excepcionalmente, o Espaço Vital não circulará. Retornaremos com nossa edição normal na próxima sexta-feira (23).