Ir para o conteúdo principal

Edição antecipada 21-22 de junho de 2018.

Adivinhem o nome da praia!...



Romance forense

Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria


O ambiente é uma aprazível praia nordestina. Os personagens não são turistas, mas três nativos dali: 1) Marisa, camareira de um conceituado resort; 2) Samuel, suboficial da Marinha; 3) e Jackie que trabalha como guia turística. Os nomes, aqui, são fictícios.

Numa tarde do verão, reformulada a escala de trabalhos do resort, Marisa foi liberada mais cedo, com o compromisso de, no dia seguinte, apresentar-se duas horas antes. Chegando em casa, ao girar a chave na porta, a camareira escutou sussurros vindos do quarto do casal. Nada levando-a a acreditar que estivesse a dois passos de constatar um adultério - ela chegou a supor que sua casa tivesse sido invadida.

Marisa sabia onde, disfarçadamente enrolado em meio a roupas, numa gaveta da peça ao lado, estava o revólver protetor.  Deu, então, de mão na arma, meteu o pé na porta e...surpresa!

Encontrou o marido Samuel e a guia Jackie em romance adúltero, praticado sobre lençóis não tão alvos e engomados como os do resort onde ela estendia as peças com competência.

A ideia da vingança foi instantânea, embora - para a consumação - Marisa (paraibana de nascimento) tivesse tido que pedir ajuda para amigas vizinhas da ruela apertada.

"As duas vítimas foram obrigadas a andar nuas, com as mãos atadas nas costas, pela ruas da localidade"  - foi uma das frases do relatório do inquérito encaminhado ao juiz da comarca. Tem também os depoimentos dos envolvidos e das testemunhas.  O delegado caprichou no relatório:

"Esta D.P. recebeu um  telefonema sobre o cometimento de atentado violento ao pudor que estaria ocorrendo, tendo em vista que um casal - sob a ameaça de um revólver, ostentado por uma mulher, caminhava amarrado, sem roupas, por ruas centrais. Despachada uma viatura, o inspetor Miguel constatou que o crime era outro, com o cometimento de grave ameaça perpetrada pela vítima de suposto adultério, que obrigou seu marido e a amásia a caminharem despidos. Todos foram conduzidos na viatura, sendo por esta autoridade mandadas buscar roupas nas casas dos envolvidos. Após tomados seus depoimentos, foram as partes liberadas".

Entendendo que estavam diante de dois delitos de menor potencial ofensivo, promotor e juiz conduziram o caso até o desfecho da transação penal, até porque Samuel e Marisa trocavam acusações no conflituoso terreno da (in) fidelidade conjugal. O casal, assim, se separou.

No cartório judicial da comarca pernambucana - que fica a 30 quilômetros do local dos fatos - conta-se uma piada em cima do caso arquivado: "esta é uma história de galinhas". Talvez tenha tudo a ver com o nome da badalada praia onde ocorreram os fatos.

A propósito: tem agências de viagens anunciando pacotes turísticos para a Páscoa em Porto de Galinhas (PE). Quem se habilita?

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Distribuição de chupeta (s)

 

Distribuição de chupeta (s)

A entrega de chupeta a um médico que, em audiência, se opunha à pensão alimentícia que teria que pagar. Mas - segundo a “rádio-corredor” forense - os bicos ortodônticos também eram oferecidos pelo juiz a advogados com quem ele estaria em linha de confronto jurídico. 

Charge Gerson kauer

Mulher juíza, não!

 

Mulher juíza, não!

Caro leitor(a), palpite onde ocorreu. Envie o cupom eletrônico, depois de ler a história de um ´machista´ que – durante audiência - deixou em polvorosa uma magistrada, uma promotora, uma defensora pública, uma escrevente e uma estagiária. Ele era acusado de crime ambiental: maus tratos contra o seu próprio cavalo.

Charge de Gerson Kauer

   Recurso especial com sabor de queijo francês

 

Recurso especial com sabor de queijo francês

Não se tratou do já tolerado erro do “copia e cola”. Era uma folha à parte, íntegra e autêntica, contendo um ensinamento culinário: “Em uma tigela, misture três tomates maduros, três colheres de azeite e três colheres de manjericão fresco picado”.

Gerson Kauer

Reunião da turma de Direito

 

Reunião da turma de Direito

Por que, de 1988 a 2018, o mesmo grupo de advogados (as), magistrados(as) e promotores(as) decidiu, a cada dez anos, sempre comemorar o aniversário de formatura na... churrascaria Picanha Excelência.

Charge de Gerson Kauer

Barbatimão jurídico

 

Barbatimão jurídico

Em processo de divórcio litigioso, o estagiário – que sempre faz minuciosos projetos de sentença - deparou-se, estupefato, em meio às petições, com uma confidência que um dos advogados da causa fizera à sua dileta noiva. Era mais um caso de erro do “copia e cola”

Charge de Gerson Kauer

Exagero na relação conjugal

 

Exagero na relação conjugal

Meia-noite de uma sexta-feira, Sua Excelência e a esposa – ele cinquentão, ela quarentona - tentam apimentar o relacionamento sexual. Por isso combinam que ela, em decúbito ventral, será algemada num dos decorativos vãos da cabeceira da própria cama do casal