Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira , 29 de Abril de 2016.

Adivinhem o nome da praia!...



Romance forense

Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria


O ambiente é uma aprazível praia nordestina. Os personagens não são turistas, mas três nativos dali: 1) Marisa, camareira de um conceituado resort; 2) Samuel, suboficial da Marinha; 3) e Jackie que trabalha como guia turística. Os nomes, aqui, são fictícios.

Numa tarde do verão, reformulada a escala de trabalhos do resort, Marisa foi liberada mais cedo, com o compromisso de, no dia seguinte, apresentar-se duas horas antes. Chegando em casa, ao girar a chave na porta, a camareira escutou sussurros vindos do quarto do casal. Nada levando-a a acreditar que estivesse a dois passos de constatar um adultério - ela chegou a supor que sua casa tivesse sido invadida.

Marisa sabia onde, disfarçadamente enrolado em meio a roupas, numa gaveta da peça ao lado, estava o revólver protetor.  Deu, então, de mão na arma, meteu o pé na porta e...surpresa!

Encontrou o marido Samuel e a guia Jackie em romance adúltero, praticado sobre lençóis não tão alvos e engomados como os do resort onde ela estendia as peças com competência.

A ideia da vingança foi instantânea, embora - para a consumação - Marisa (paraibana de nascimento) tivesse tido que pedir ajuda para amigas vizinhas da ruela apertada.

"As duas vítimas foram obrigadas a andar nuas, com as mãos atadas nas costas, pela ruas da localidade"  - foi uma das frases do relatório do inquérito encaminhado ao juiz da comarca. Tem também os depoimentos dos envolvidos e das testemunhas.  O delegado caprichou no relatório:

"Esta D.P. recebeu um  telefonema sobre o cometimento de atentado violento ao pudor que estaria ocorrendo, tendo em vista que um casal - sob a ameaça de um revólver, ostentado por uma mulher, caminhava amarrado, sem roupas, por ruas centrais. Despachada uma viatura, o inspetor Miguel constatou que o crime era outro, com o cometimento de grave ameaça perpetrada pela vítima de suposto adultério, que obrigou seu marido e a amásia a caminharem despidos. Todos foram conduzidos na viatura, sendo por esta autoridade mandadas buscar roupas nas casas dos envolvidos. Após tomados seus depoimentos, foram as partes liberadas".

Entendendo que estavam diante de dois delitos de menor potencial ofensivo, promotor e juiz conduziram o caso até o desfecho da transação penal, até porque Samuel e Marisa trocavam acusações no conflituoso terreno da (in) fidelidade conjugal. O casal, assim, se separou.

No cartório judicial da comarca pernambucana - que fica a 30 quilômetros do local dos fatos - conta-se uma piada em cima do caso arquivado: "esta é uma história de galinhas". Talvez tenha tudo a ver com o nome da badalada praia onde ocorreram os fatos.

A propósito: tem agências de viagens anunciando pacotes turísticos para a Páscoa em Porto de Galinhas (PE). Quem se habilita?

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Escapadinha no motel

 

Escapadinha no motel

Casal sem filhos, o Péricles e a Luiziana viviam bem, no seu casamento de três anos. Mas, um dia, se desavieram; ela saiu de casa e foi morar com a mãe. Era uma separação de fato. Foi então que ela reencontrou um ex-namorado e resolveu recordar profundas intimidades. O desfecho foi no WhatsApp.

Charge de Gerson Kauer

A mulher do padre

 

A mulher do padre

Ela cuidava do religioso e das coisas da igreja desde 1973. Eles frequentavam, juntos, assembleias religiosas, jantares, eventos, aniversários, etc. Em 1994, os dois passaram a morar sob o mesmo teto.

Charge de Gerson Kauer

Promotorite vexaminosa

 

Promotorite vexaminosa

Os operadores jurídicos estão intrigados com o agir do único promotor de justiça da comarca. Ele dirige seu carro usando um capacete, como se fosse piloto de Fórmula 1. Quando almoça ou janta em restaurantes, sempre determina que seus acompanhantes, antes, provem sua comida e bebida, com medo de ser envenenado.

Charge de Gerson Kauer

O Excelentíssimo Juiz Justimiano

 

O Excelentíssimo Juiz Justimiano

Empossado e designado para uma comarca interiorana, o magistrado logo decidiu manter-se afastado de maior contato com advogados. Estes seriam recebidos, fora das audiências, apenas nas quintas-feiras, das 18 às 18h30. Em casa, a esposa do juiz – quando recebia suas amigas - referia-se a ele como “Sua Excelência”.

Charge de Gerson Kauer

A porta de entrada e a porta de saída

 

A porta de entrada e a porta de saída

Certa vez, o cantor Roberto Carlos foi a uma missa católica em Los Angeles, e passou tempo demais rezando. O padre encerrou a cerimônia, quase todos saíram, as luzes foram sendo apagadas, ficaram só Roberto e o sacristão. Foi então que este fechou a porta principal da igreja...

Auxílio-moradia para advogado e filho

 

Auxílio-moradia para advogado e filho

Um jovem estudante prestes a fazer o vestibular de Direito envia um requerimento ao responsável pela dispensa do serviço militar. Tem seu pedido deferido e ainda recebe a seguinte sugestão: “Tal como conseguiram alguns juízes, sugiro que o requerente e seu pai tentem obter, talvez com a compreensão jurisdicional de algum ministro do Supremo, um ´auxílio-moradia´ em duplicidade: seriam R$ 8.755,46 mensais livres de tributação”...