Ir para o conteúdo principal

Atualização em 22.03.2017, às 16h

Notícias curtas



Imagem da Matéria

Posse (1) - O juiz federal Jorge Antônio Maurique foi empossado na última sexta-feira (24) no cargo de desembargador do TRF da 4ª Região. Ele é gaúcho de São Luiz Gonzaga. Segundo Maurique, uma de suas "maiores tristezas é ver a morosidade processual". No entanto, lembrou, "esta também deve-se ao fato de que a população busca e acredita no Judiciário para resolver os litígios".
Posse (2) - A juíza Miriam Andréa da Graça Tondo Fernandes é a mais nova desembargadora do TJRS. A cerimônia de posse foi ontem (27). Ela graduou-se na Faculdade de Direito da UFRGS em dezembro de 1983 e ingressou na magistratura em 1986. Foi a primeira mulher a jurisdicionar, como juíza de Direito, a comarca de Alegrete e a ali presidir o Tribunal do Júri.
Quem sobe - O Pleno do TRF-4 escolheu o juiz federal Cândido Alfredo Silva Leal Junior para ocupar vaga de desembargador federal, pelo critério de antiguidade. A indicação será submetida, agora, à confirmação da presidente Dilma Rousseff.  O magistrado já vem atuando no tribunal como convocado e vai ocupar a vaga aberta com a aposentadoria da desembargadora Sílvia Maria Gonçalves Goraieb, ocorrida em dezembro de 2011.

Horas de percurso - A 2ª Turma do TST reconheceu a validade de um acordo coletivo que limita pagamento de horas de percurso. Os ministros reformaram decisão que considerava inválido acordo firmado pela Plantar - Planejamento, Técnica e Administração de Reflorestamentos. O acordo coletivo previa o pagamento mensal de 25 horas normais de percurso e o compromisso de a empresa fornecer transporte a todos os trabalhadores, mas a empresa foi condenada pela Justiça do Trabalho da 3ª Região (MG) a pagar o tempo real gasto por um ajudante florestal que pleiteou essa diferença em reclamação trabalhista. A decisão da 2ª Turma foi tomada por maioria, com voto vencido do ministro José Roberto Freire Pimenta, que não conhecia do recurso.

Em alta - O narrador Jader Rocha deixou a RBS e segue para o canal fechado SporTV, no Rio de Janeiro, onde deve suprir a saída dos profissionais João Guilherme e Lucas Pereira, que foram para o Fox Sports e para a Record, respectivamente. A última aparição de Jader na tela gaúcha foi no domingo (26), quando apresentou o programa Torcida TVCom. Sua estreia no SporTV será em março. O anúncio foi feito pelo próprio Jader, em seu perfil no Twitter. "Estarei no RJ, mas sem esquecer das raízes gaúchas".

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

* Padre paulista em Brasília para benzer o Alvorada e a residência oficial da Câmara * Será que Michel Temer não vê novelas? * Os sonhos de Gilmar Mendes * Políticos complicados na lista de Janot não irão às ruas pedir votos *Não se combate violência com amor”... (Jair Bolsonaro) * Odebrecht: a empresa dos sonhos? * O preço da boquirrotice de Paulo Maluf * Saiba em Porto Alegre como o Canadá lida com os crimes de maior potencial ofensivo.

Potins desta sexta-feira

* O que deve fazer, agora,  o megaempresário que comprou um político e um senador? * Lava Jato pega modelo que pousou desnuda para a revista Playboy * Quando a esposa diz ao marido que está indo ao supermercado, ela está falando a verdade?... * Construtora Andrade Gutierrez deve pagar R$ 1 milhão por danos coletivos e está proibida de descumprir interdições do Ministério do Trabalho na reforma do Estádio Beira Rio.

Potins desta terça-feira

 * STJ decidirá hoje se detentos têm direito ao banho quente nas prisões * Fornecimento de medicamento pela União é direito fundamental do cidadão * Duas pausas diárias (10 min cada) para café são consideradas horas extras * TRF-4 mantém condenação do prefeito de São Sebastião do Caí (RS) por improbidade administrativa

Potins desta sexta-feira

* Cidadão de Porto Alegre organiza ação que pede a prisão de Lula e Dilma * Advogado gaúcho nomeado para integrante da Comissão Nacional de Concurso Público Nacional para ingresso na carreira da magistratura do Trabalho * Presidente do STJ diz que  “não é fácil ser magistrado no Brasil” * Quando o INSS deixa de pagar o auxílio-doença previdenciário do trabalhador afastado, o empregador deve fazer os pagamentos * Volta à moda frase de Jô Soares nos anos 80: “Vai pra casa, Padilha” * Ameaça espiritual é extorsão e dá cadeia.

Potins desta terça-feira

* Quando o eleitor brasileiro vira o bobo da corte * As amargas páginas da vida de Marcelo Odebrecht na carceragem em Curitiba * Já são 800 réus cadastrados no “foro privilegiado” do Supremo * Uma análise estúpida sobre mulheres “menos inteligentes * Temer faz piada ou debocha? * Os alunos vips do professor Gilmar Mendes * AGU prepara novo pacote de ações de cobrança contra empresas * Alexandre de Moraes: o ministro do desempate.

Potins desta sexta-feira

* Arca de Noé chega ao STJ: são ações sobre macaco, girafa e papagaio * Quando uma pessoa sonega imposto, ela pode receber pena administrativa e pena criminal * ´Rádio-corredor´ do CF-OAB diz que “na briga entre os elefantes, quem sofre é a grama* Gilmar Mendes diz que “o Brasil precisa de uma lei que nos obrigue a criar vergonha na cara* Adiado o julgamento no STJ que trata de expurgos inflacionários envolvendo a Caixa Federal * Dois pais e uma mãe: uma história de paternidade sócioafetiva em Pelotas * Fast Shop se compromete a não exigir mais do que duas horas extras diárias de seus empregados.