Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira, 04 de Setembro de 2015

O galo e o espetáculo


Contador de causos

Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria


O conhecido delegado de polícia Ireno Schulz, gaúcho, conta, com seus peculiares jeito e vocabulário, uma história preciosa.
 
Anos 90, um velho estancieiro, viúvo,  de notória cidade da fronteira gaúcha vai ao cinema e o porteiro pergunta:

- O que é isso no seu ombro?

- Mas bah! É meu galo de estimação, raça legorn; comprei na exposição de Esteio, tchê.

- Lamento, senhor, mas não permitimos animais no cinema. Se quiser, devolvemos o valor, ou o senhor pode aproveitar o ingresso para outro dia, - mas sem o galo.

O rude cidadão aparentemente concorda. Sai em direção ao café da esquina mais próxima, entra no banheiro e encontra a solução: enfia o bicho na bombacha. Volta ao cinema.
 
Justifica ter "deixado o galo na casa de um amigo aqui pertinho", entra e senta-se ao lado de duas idosas.

Quando o filme começa, o gaudério abre a bragueta para o galo respirar. O bicho, feliz, bota o pescoço pra fora.

Uma das idosas cochicha para a outra:

- Acho que o velho ao meu lado é um tarado.

- Por que? - indaga a outra.

- É que o cara botou o negócio pra fora!

- Ah, não te preocupa, na nossa idade já vimos de tudo. Faz de conta que não viste nada...

- Eu pensava em fazer isso, mas o problema é que o negócio dele tá comendo a minha pipoca!...

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Os direitos trabalhistas do anjo da guarda

 

Os direitos trabalhistas do anjo da guarda

O advogado tem, cedo na manhã de segunda-feira, uma consulta jurídica a atender. O cliente pretende o ingresso de uma ação trabalhista. O profissional da Advocacia escuta, anota e conclui que a solução está no atendimento por um psicólogo.

Charge de Gerson Kauer

Pesadelo jurisdicional

 

Pesadelo jurisdicional

Na madrugada, em meio a um sonho conturbado, a juíza é interpelada pela ´Jurisdição´ e admite: "a estagiariocracia é uma moderna técnica de gestão! Está dando tão certo que até estou conseguindo começar meus fins-de-semana nas quintas-feiras".

Charge de Gerson Kauer

A "otoridade 51"

 

A "otoridade 51"

Um bêbado tenta se equiparar às autoridades locais, ingressando no baile de centenário da cidade e ironizando o juiz: "Quando eu prendo alguém, não solto de jeito nenhum".