Ir para o conteúdo principal

Terça -feira ,06 de Dezembro de 2016.

O galo e o espetáculo



Contador de causos

Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria


O conhecido delegado de polícia Ireno Schulz, gaúcho, conta, com seus peculiares jeito e vocabulário, uma história preciosa.
 
Anos 90, um velho estancieiro, viúvo,  de notória cidade da fronteira gaúcha vai ao cinema e o porteiro pergunta:

- O que é isso no seu ombro?

- Mas bah! É meu galo de estimação, raça legorn; comprei na exposição de Esteio, tchê.

- Lamento, senhor, mas não permitimos animais no cinema. Se quiser, devolvemos o valor, ou o senhor pode aproveitar o ingresso para outro dia, - mas sem o galo.

O rude cidadão aparentemente concorda. Sai em direção ao café da esquina mais próxima, entra no banheiro e encontra a solução: enfia o bicho na bombacha. Volta ao cinema.
 
Justifica ter "deixado o galo na casa de um amigo aqui pertinho", entra e senta-se ao lado de duas idosas.

Quando o filme começa, o gaudério abre a bragueta para o galo respirar. O bicho, feliz, bota o pescoço pra fora.

Uma das idosas cochicha para a outra:

- Acho que o velho ao meu lado é um tarado.

- Por que? - indaga a outra.

- É que o cara botou o negócio pra fora!

- Ah, não te preocupa, na nossa idade já vimos de tudo. Faz de conta que não viste nada...

- Eu pensava em fazer isso, mas o problema é que o negócio dele tá comendo a minha pipoca!...

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

O juiz salvador

Uma piada da “rádio-corredor” da OAB nacional ironiza como, em algum lugar do universo, um magistrado teria salvo um notório político que estava se afogando numa praia deserta...

Charge de Gerson Kauer

Os direitos trabalhistas do anjo da guarda

 

Os direitos trabalhistas do anjo da guarda

O advogado tem, cedo na manhã de segunda-feira, uma consulta jurídica a atender. O cliente pretende o ingresso de uma ação trabalhista. O profissional da Advocacia escuta, anota e conclui que a solução está no atendimento por um psicólogo.

Charge de Gerson Kauer

Pesadelo jurisdicional

 

Pesadelo jurisdicional

Na madrugada, em meio a um sonho conturbado, a juíza é interpelada pela ´Jurisdição´ e admite: "a estagiariocracia é uma moderna técnica de gestão! Está dando tão certo que até estou conseguindo começar meus fins-de-semana nas quintas-feiras".