Porto Alegre, 07.06.13 - Criação de Marco Antonio Birnfeld - Tel. (51) 32 32 11 00 - 123@espacovital.com.br
|
Google
Página inicial
Imprimir
Enviar
Aumentar fonte
Fonte padrão
Diminuir fonte
Compartilhar nas redes sociais
Do estrelato a uma vida anônima, agora como morador de rua

(27.03.12)

Reprodução/TV Record

Renato Rocha convive com outros moradores de rua do Rio de Janeiro


Renato Rocha, ex-baixista de uma das bandas brasileiras mais conhecidas, a ´Legião Urbana´, vive há cinco anos como morador de rua no Rio de Janeiro. O músico foi encontrado pela equipe de reportagem do programa "Domingo Espetacular", da Rede Record, sentado em frente a uma agência bancária no centro da cidade.

Renato Russo havia convidado Rocha para entrar na banda, porém este foi despedido anos depois por ser "muito louco", de acordo com a declaração feita em um vídeo exibido na época em que o baixista deixou o grupo.

Renato Rocha - o Billy, ou Negreti - foi baixista do ´Legião Urbana´ durante os três primeiros álbuns da banda que chegou a vender mais de 20 milhões de discos. Na matéria de 17 minutos, a emissora apresenta alguém que alcançou o sucesso, mas sucumbiu depois de ser expulso do grupo de rock em 1989.

Comandada pela jornalista Isabela Veiga, a reportagem da Record conversou com o músico, que afirmou não ser dependente químico – dizendo que preferia tomar calmantes, o que vai contra o que o próprio informou em uma entrevista ao jornal Zero Hora em 2002.
 
Na matéria exibida nesse domingo, Rocha contou que o dinheiro pelos direitos autorais do tempo em que permaneceu no Legião é muito pouco, o que provocou a sua atual condição de vida: vagar pelas ruas do centro do Rio de Janeiro.
 
“Hoje, distante dos amigos e da família, nem de longe, Renato Rocha lembra o músico de sucesso do Legião”, afirmou Isabela, em off que foi ao ar no exato momento em que as imagens da Record mostraram o ex-baixista do Legião Urbana sentado em uma calçada no centro carioca, próximo a outros dois moradores de rua. “Do estrelato a uma vida anônima nas ruas”  foi outra frase dita pela jornalista.

A reportagem da Record também exibiu que o pai de Renato Rocha, que mora em Brasília, soube há pouco tempo da situação do músico. Ao conversar com a repórter Venina Nunes, seu Sebastião Rocha se emocionou e disse que fará de tudo para tirar o ex-baixista do Legião Urbana das ruas.

Ao ser questionado sobre os motivos que levaram o músico à condição atual, Sebastião não teve dúvidas em afirmar que "foi o uso de drogas". O pai do músico revelou que não tem contato com o filho há mais de dez anos.

Além da tevê, o tema repercute nas redes sociais.

A banda foi formada em agosto de 1982 poucos meses após uma discussão de Renato Russo com sua antiga banda, ´Aborto Elétrico´, devido a uma briga com o integrante Fê Lemos (baterista) na música "Veraneio Vascaína".

Na ocasião, Renato havia errado a letra e levou uma baquetada em pleno show). Com o fim da banda, Fê Lemos e seu irmão, Flavio Lemos (contrabaixo), reuniram-se com Dinho Ouro Preto e formam o Capital Inicial.

Para compor, Renato Russo se inspirava em bandas como Sex Pistols , The Beatles, Ramones, The Smiths, The Cure, Talking Heads e Joy Division e no filósofo Jean-Jacques Rousseau - daí a inspiração para o nome artístico Renato Russo.

Renato Russo morreu no dia 11 de outubro de 1996, pesando apenas 45 quilos, em consequência de complicações causadas pela aids; ele era soropositivo desde 1989, mas jamais admitira publicamente sua doença.

No dia 22 de outubro de 1996, onze dias após a morte do cantor, os músicos e o empresário Rafael Borges anunciaram o fim das atividades do grupo. Estima-se que a banda tenha vendido cerca de 20 milhões de discos no país durante a vida de Renato.

O fim oficial da banda aconteceu em 22 de outubro de 1996, onze dias após a morte do mentor, líder e fundador da banda. Renato Russo faleceu 21 dias após o lançamento de A Tempestade, no dia 11 de Outubro de 1996.
Página inicial
Voltar ao topo
Imprimir
Enviar
Aumentar fonte
Fonte padrão
Diminuir fonte
|
(Horário de Brasília)
Av. Praia de Belas, 2266, 8º andar - Cep: 90110-000 - Porto Alegre - RS - Brasil
Desenvolvido por Desize.